Como a LGPD mudará Vendas e Marketing

4 minutos para ler

A Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) entrou em vigor em setembro de 2020 e mudou significativamente a forma como as empresas lidam com os dados de seus clientes. O impacto das transformações ocasionadas pela LGPD, também mudará a atuação das equipes de Vendas e Marketing.

A partir dessa norma, definida pela Lei 13.709/2018, foram estabelecidas orientações padrões para a coleta, o armazenamento e o tratamento de informações pessoais dos consumidores das corporações.

Além disso, ela também tem como principais objetivos ampliar a segurança de gestão de dados nas empresas e garantir o direito à proteção e à privacidade.

Sabendo disso, é preciso entender como essas mudanças impactam diretamente nas estratégias de vendas e marketing. Neste artigo, você entenderá como a LGPD mudará o trabalho dessas duas áreas e de que maneira as empresas podem se adaptar.

Aproveite a leitura!

As mudanças da LGPD em Marketing e Vendas

Desde que a lei entrou em vigor, as ações de marketing e vendas que envolvem a coleta de dados, como os formulários de cadastros em sites, devem se adequar à legislação.

Assim, as corporações precisam manter a transparência das informações que estão sendo recebidas e solicitar o consentimento dos titulares antes de utilizá-las para qualquer objetivo.

Além disso, a LGPD também teve efeito direto nos cargos e salários de ambas as áreas. A restrição do uso de cookies, por exemplo, impacta na eficiência das mídias pagas, levando à necessidade da criação de canais próprios de vendas.

Dessa forma, de acordo com a nossa a Pesquisa de Cargos e Salários de Vendas e Marketing 2023, cargos voltados para a criação de conteúdo de qualidade, como Content Manager e formação de comunidades engajadas, como Community Manager, Social Media Manager, ganharão mais força nos próximos anos.

Confira quais serão as principais mudanças previstas pela LGPD e como estas duas áreas poderão se adaptar a elas:

Consentimento explícito

Uma das principais mudanças trazidas pela LGPD é a necessidade de consentimento explícito para coleta, armazenamento e uso de dados pessoais.

Isso significa que as empresas não podem mais utilizar os dados dos clientes sem autorização prévia e específica. Para as equipes de vendas e marketing, os formulários de consentimento devem ser atualizados e claramente explicados.

Transparência

A LGPD exige que as corporações sejam transparentes sobre como usam os dados dos consumidores. Ou seja, elas devem informá-los sobre quais dados estão sendo coletados, como serão usados e quem terá acesso a eles.

Para as equipes de vendas e marketing, as práticas de coleta de dados devem ser revisadas e atualizadas, e as políticas de privacidade devem ser claras e fáceis de entender.

Armazenamento e segurança

A LGPD exige que as empresas armazenem os dados dos consumidores com segurança e os protejam contra acesso não autorizado.

Isso significa que o time de vendas e marketing precisa garantir que os dados dos clientes sejam armazenados com segurança e que os sistemas de segurança sejam atualizados regularmente.

Direito de acesso e retificação

A LGPD concede aos consumidores o direito de acessar e retificar seus dados pessoais. Por isso, as organizações devem atualizar os sistemas de gerenciamento de dados e garantir que os clientes possam acessar e corrigir seus dados facilmente. Isso também vale para as equipes de vendas e marketing.

Consequências por violações

A LGPD prevê consequências significativas para as empresas que violarem a lei. As multas podem chegar a 2% do faturamento da empresa, com um limite máximo de R$ 50 milhões por infração. Isso significa que as companhias precisam levar a sério a proteção de dados e garantir que estejam em conformidade com a LGPD.

Conclusão

Para se adaptar a essa lei, as equipes de vendas e marketing devem:

  • Revisar suas práticas de coleta de informações;
  • Atualizar seus formulários de consentimento;
  • Revisar suas políticas de privacidade;
  • Garantir que os dados dos clientes sejam armazenados com segurança e protegidos contra acesso não autorizado;
  • Assegurar que eles possam acessá-los e corrigi-los facilmente.

Em resumo, a LGPD mudará significativamente a atuação das áreas de vendas e marketing, mas as empresas que se adaptarem à nova lei terão uma vantagem competitiva ao oferecer aos consumidores um maior nível de proteção e transparência em relação aos dados pessoais.

Compartilhe esse artigo:
Posts relacionados