12 tecnologias inovadoras para Recrutamento e Seleção

11 minutos para ler

O papel do RH vem se ressignificando nos últimos anos, deixando de ser meramente burocrático para ganhar uma função de protagonista na construção de estratégias dentro das empresas. Isso se deve ao fato de que as companhias estão mais conscientes de que as pessoas são os ativos mais valiosos, afinal, são elas que trazem inovação e contribuem para as empresas crescerem e se manterem competitivas no mercado, e, por isso, sua gestão deve ser planejada e executada com cuidado. 

Com o aumento da competitividade entre as indústrias, é preciso mais do que nome e marca para uma empresa conseguir atrair os talentos esperados. A experiência que o candidato terá ao passar por um processo de recrutamento e seleção pode influenciar muito na escolha dele pela companhia. De acordo com um estudo conduzido pela CareerBuilder, quase 70% dos candidatos usam a sua experiência durante o processo seletivo para determinar o que eles podem esperar da empresa uma vez que contratados. Se a experiência for ruim, existem grandes chances de a oferta de trabalho ser declinada. 

Atualmente existem diversas tecnologias capazes de contribuir para que os times de RH otimizem suas etapas de recrutamento e seleção, tornando o processo mais ágil, eficaz e atrativo, aumentando as chances de avaliar e contratar o profissional certo, e reduzindo os custos envolvidos. 

Abaixo recomendamos 11 ferramentas inovadoras de recursos humanos para otimizar os processos de sua empresa.

1. Automação de Marketing de Recrutamento

A automação de marketing de recrutamento envolve um conceito chamado de “Inbound Recruiting”, que é uma estratégia de atrair candidatos de forma proativa e contínua por meio de conteúdos que despertem o interesse do candidato e façam com que ele queira se aplicar para vagas na empresa em questão. Por exemplo: a sua empresa pode fazer conteúdos com depoimentos de funcionários atuais sobre como é o dia a dia no escritório, falar sobre os benefícios, sobre os reconhecimentos que sua empresa já ganhou, contar sobre desenvolvimento de projetos a partir da visão do próprio time envolvido, ou outros assuntos que possam ser pertinentes para um possível candidato. 

Com essa estratégia, a empresa desenvolve sua marca e reputação como empregadora para atrair novos talentos. Para isso, ela pode se utilizar de softwares que automaticamente divulguem as vagas e os conteúdos em sites de emprego, redes sociais ou via e-mail marketing. Com essa ferramenta, além de tornar a procura por candidatos um processo mais proativo, a companhia consegue analisar de forma fácil e rápida a performance daquela vaga: quantos cliques recebeu, pessoas que demonstraram interesse e número de visualizações dos anúncios ou conteúdo. 

Algumas empresas também utilizam esse serviço para criar uma régua de relacionamento com seus candidatos durante o processo seletivo, enviando e-mails contanto um pouco sobre a empresa, seus valores e sua cultura para os candidatos enquanto a fase de entrevistas não começa. É uma forma de educá-los sobre a organização e, até mesmo, prospectar futuros clientes, ao mesmo tempo em que evita que os candidatos se sintam “esquecidos” caso o processo de recebimento de currículos e triagem seja um pouco demorado. 

2. Chatbots

Os Chatbots têm se tornado uma ferramenta cada vez mais popular no marketing. Mas ela também pode ser muito útil para tornar o processo de recrutamento mais atrativo, leve e engajador. Trata-se de uma ferramenta que usa de Inteligência Artificial para conversar com os candidatos. Os chatbots podem auxiliar na triagem de candidatos, atualizá-los do status do processo e, até mesmo, guiá-los para as vagas disponíveis que mais estão alinhadas ao perfil deles. 

Se o desenvolvimento dos chatbots for bem feito, envolvendo os profissionais de RH durante todo o processo, eles contribuirão para a construção de confiança entre empresa e candidatos, elevando assim as chances de engajamento e conversão durante o funil. Porém, é preciso ter cuidado, pois se esse tipo de aplicativo for desenvolvido sem a devida atenção e acompanhamento, o chatbot pode acabar com informações desatualizadas ou erradas, tornando o processo frustrante para os candidatos e para a empresas.

3. Recrutamento Programático 

O Recrutamento Programático permite usar a tecnologia para comprar e otimizar espaços online para anúncios de vagas de emprego. Com essa ferramenta, fica mais fácil garantir que o anúncio de emprego da sua empresa esteja sendo visto pelos candidatos certos e no momento correto, gerando resultados mais consistentes e usando o seu orçamento de forma eficaz. 

Os softwares disponíveis para esse tipo de atividade, permitem que a compra de anúncios e a personalização do público-alvo sejam feitas de forma simples e intuitiva. Além disso, com o tempo, essas ferramentas são capazes de mostrar quais perfis a sua organização mais tende a contratar e que desempenham melhor, permitindo que no futuro os filtros para seleção de candidatos sejam ainda mais refinados. Outros benefícios dessa ferramenta incluem:

  • Atrair candidatos engajados.
  • Fortalecer a reputação da empresa enquanto empregadora mesmo entre candidatos que podem não estar interessados no momento.
  • Aumentar o alcance do marketing de recrutamento da companhia. 
  • Diminuir o tempo gasto em formas manuais de contato com candidatos.
  • Facilitar a construção de bancos de talentos com candidatos qualificados, mas que não foram selecionados no momento.
  • Reduzir os custos de recrutamento, tornando o gasto com publicidades mais efetivo.

4. Big Data

Big Data é um termo que se refere a um conjunto de ferramentas de TI que permite capturar e analisar uma quantidade grande de dados.

Com essa ferramenta, as companhias conseguem filtrar e analisar informações relevantes sobre os seus colaboradores atuais e sobre os candidatos, entendendo perfis, comportamentos e gostos de cada um deles.

É possível utilizar o Big Data para entender o que os colaboradores de alto desempenho mais têm em comum em termos de perfil e comportamento. Com essa informação é possível saber, na hora de fazer o recrutamento, quais perfis têm mais fit cultural e irão se encaixar melhor dentro da empresa, de forma a contribuir com o seu crescimento. Também é possível, mais tarde, a empresa utilizar essas informações na hora de traçar estratégias para a retenção de talentos. 

5. Filtros de gerenciamento de candidatos

Alguns bancos de talento e plataformas de emprego permitem que a organização crie filtros personalizados para a escolha do candidato. Então, por exemplo, o RH pode selecionar palavras-chave ligadas às habilidades, experiências ou perfis comportamentais que você está procurando para a vaga. 

Esse filtro irá ordenar as candidaturas que a empresa receber em ordem de “mais fit” para “menos fit”. 

6. Testes comportamentais e de aptidões 


Os aspectos comportamentais dos candidatos precisam pesar tanto quanto os aspectos técnicos na hora da contratação, considerando que comportamento e fit cultural são, atualmente, algumas das principais causas para haver demissões ou turnovers dentro das empresas.

Utilizando testes comportamentais, a empresa consegue ter uma visão melhor da personalidade do candidato e das habilidades que são pontos fracos ou fortes.   

Existem vários softwares para recrutamento e seleção que permitem que as companhias apliquem testes que visem compreender esse perfil comportamental do candidato e também outras aptidões como inglês, teste de raciocínio lógico ou testes situacionais. São testes geralmente rápidos e que permitem fazer uma triagem mais eficaz de quais candidatos são os mais adequados para a vaga. 

7. Blockchain

Apesar de ser uma tecnologia que ainda não é muito usada pelo setor de RH, o blockchain tem um grande potencial de revolucionar o processo de recrutamento e seleção de candidatos. 

De acordo com Abakar Saidov, CEO da Beamery, “a beleza do blockchain é que as empresas podem recuperar dados de candidatos verificados, mantendo-os anônimos e aderindo aos regulamentos de privacidade de dados. Ter dados verificáveis ​​é fundamental porque os departamentos lidam com informações críticas, como verificação de antecedentes, instituições educacionais, histórico de salários e muito mais. E os dados precisos dos candidatos são essenciais para a tomada de decisões de contratação assertivas”.

O blockchain ser utilizado para:

  • Verificar de uma forma segura a veracidade das informações presentes currículos recebidos.
  • Confirmar o histórico profissional do candidato. Com a tecnologia de blockchain, a empresa consegue verificar em detalhes as funções do candidato em seus empregos antigos, sem que o departamento de RH precise entrar em contato com antigos empregados do candidato para confirmar as informações.
  • Garantir a segurança dos dados dos candidatos de acordo com a Lei Geral de Proteção aos Dados.  O Blockchain aumenta a segurança dos dados dividindo as informações em pequenos pedaços e distribuindo-os por uma rede inteira de computadores. Com isso, não só fica difícil haver uma perda de dados, pois cada computador terá uma cópia, como também torna praticamente impossível dos dados serem hackeados.

8. Long-list

O Long-List é uma tecnologia que mistura a postagem de vagas com mapeamento proativo de candidatos, por meio da qual é possível garantir uma quantidade mínima de candidatos que preencham todos os requisitos da vaga. 

Com isso, o departamento de RH otimiza o processo de triagem e garante que apenas candidatos verdadeiramente qualificados sigam em frente no processo de seleção, aumentando assim as chances de uma contratação de sucesso na primeira tentativa, evitando o desgaste de ter que passar por várias rodadas de busca e triagem.

9. Software ATS 

Conhecido também como “Sistema de Rastreamento de Candidatos”, o ATS é uma tecnologia que auxilia no recrutamento de candidatos por meio da otimização das tarefas envolvidas no processo, automatizando e padronizando boa parte das atividades.

Com esse software, as empresas podem marcar entrevistas, enviar feedbacks, acompanhar o progresso das etapas e informar os candidatos de todas as atualizações no decorrer do processo. 

Aqui na Foursales, nós utilizamos um software ATS exclusivo, desenvolvimento especialmente pensando no recrutamento para times de marketing e vendas, com essa ferramenta nós conseguimos otimizar mais 80% das etapas de Recrutamento e Seleção.

10. Entrevistas por vídeos

Se modernizar e encontrar soluções online se tornou uma demanda obrigatória no contexto atual. Muitos profissionais de RH tinham receio antes de fazer entrevistas online, porém, essa é uma forma de acelerar o processo de recrutamento de forma significativa, uma vez que, sem o fator deslocamento no meio, fica mais fácil conciliar as agendas.

Não adianta conduzir um processo de recrutamento ágil e eficaz, mas permitir que o processo de admissão continue burocrático. 

Existem hoje no marcado diversos softwares de admissão que visam a desburocratização do processo, tornando-o rápido e possibilitando ao colaborador entregar os documentos e dados necessários de forma 100% digital. 

Além da parte burocrática, muitas dessas plataformas irão permitir que a empresa monte apresentações de boas-vindas ou crie manuais com orientações para os novos membros do time, tornando a entrada deles na empresa mais fácil e os impactando de forma positiva. 

11.Softwares de admissão

Não adianta conduzir um processo de recrutamento ágil e eficaz, mas permitir que o processo de admissão continue burocrático. 

Existem hoje no marcado diversos softwares de admissão que visam a desburocratização do processo, tornando-o rápido e possibilitando ao colaborador entregar os documentos e dados necessários de forma 100% digital. 

Além da parte burocrática, muitas dessas plataformas irão permitir que a empresa monte apresentações de boas-vindas ou crie manuais com orientações para os novos membros do time, tornando a entrada deles na empresa mais fácil e os impactando de forma positiva. 

12. Marketplace de Candidatos

Por fim, vamos falar do Market Place de Candidatos. Essa é uma tecnologia nova, recém lançada pela Foursales. 

Essa ferramenta permite que as empresas tenham acesso a um banco de dados robusto e sistematizado de profissionais de marketing e vendas, com ela é possível encontrar profissionais de alta performance e validar, de forma rápida e eficiente, a compatibilidade deles com a vaga disponível e verificar se há interesse na participação do processo seletivo. 

Esperamos que tenha gostado das soluções apresentadas. Elas não somente facilitam a rotina do profissional de RH, exigindo menos esforço na hora da contratação, como ainda ajudam a aproximar ainda mais empresa e candidato, gerando um impacto positivo em toda a experiência do processo de seleção.

Não deixe conferir também o nosso artigo com as 9 ferramentas que todo RH precisa conhecer

Compartilhe esse artigo:
Posts relacionados