Employer Branding: a chave para a atração de talentos

8 minutos para ler

Manter o diferencial entre a concorrência para chamar a atenção de bons profissionais não é uma tarefa fácil para uma empresa. Dentre os diversos desafios que existem em seu funcionamento, a retenção de talentos e a diminuição do turnover têm se tornado uma preocupação cada vez maior do setor de RH. Para resolver essa situação, muitas organizações têm adotado o Employer Branding

Neste artigo, você entenderá o que significa essa estratégia e como ela é importante tanto na retenção dos colaboradores quanto para o recrutamento de bons profissionais.

Aproveite a leitura!

O que é Employer branding?

Em tradução literal, o conceito significa “marca do empregador”, e está relacionado às técnicas que geram um impacto positivo sobre a sua empresa e fazem o mercado enxergá-la como um bom lugar para se trabalhar.

Assim, o objetivo do Employer Branding é transformar o seu negócio em um local onde todos os profissionais desejam estar e nenhum colaborador quer sair.

A estratégia consiste em fortalecer a imagem da organização ao reforçar os pontos fortes de como é trabalhar em um local com oportunidades de desenvolvimento e que valoriza os funcionários.

Como consequência, tanto os profissionais que já fazem parte do quadro de colaboradores quanto aqueles que estão disponíveis no mercado passam a enxergar a empresa como uma ótima opção para a carreira. Isso resulta no aumento da produtividade e nas condições de competitividade da corporação no mercado e na construção de equipes de alta performance.

Por outro lado, o Employer Branding também colabora para a divulgação espontânea da marca e na redução dos custos com recrutamento e seleção. Dados do LinkedIn comprovam que marcas fortes gastam, em média, 43% menos para fazer uma contratação na plataforma.

Por que o Employer Branding é importante?

Hoje em dia, os profissionais não levam em conta somente o salário para se candidatar a uma vaga. Para eles, o posicionamento da empresa no mercado, a cultura e a forma como elas enxergam os colaboradores também têm se tornado pontos cada vez mais importantes nessa decisão.

De acordo com uma pesquisa do LinkedIn, 75% das pessoas que estão em busca de uma colocação no mercado pesquisam detalhes sobre as organizações antes de se submeterem à candidatura de um cargo.

Por isso, é de extrema importância que o seu negócio se preocupe com a imagem que deseja transmitir e com o que pode oferecer de bom para atrair candidatos de excelência.

9 estratégias de Employer Branding para destacar a sua empresa

Agora que você já aprendeu o que é Employer Branding e, porque ele é importante para o diferencial de uma empresa, é hora de saber quais são as melhores estratégias para colocar essa técnica em prática.

Não se esqueça, contudo, de que qualquer planejamento deve ser implementado com cautela. Ainda que os colaboradores trabalhem na mesma empresa, eles são indivíduos com personalidades diferentes e absorvem as coisas de maneira individual.

Tendo isso em mente, seu negócio conseguirá desenvolver o Employer Branding de maneira eficiente. Confira alguns passos para implantá-lo:

1. Desenvolva as estratégias de acordo com os seus objetivos

Em primeiro lugar, a empresa precisa entender quais será o foco principal: atrair mais candidatos para as vagas? Melhorar o ambiente de trabalho? Repensar a cultura organizacional?

É importante lembrar, também, que a organização precisa definir a mensagem que quer transmitir de acordo com o público que deseja atingir. Além disso, é importante que a comunicação seja sempre clara e que permita interações.

Depois, defina indicadores que ajudarão a acompanhar o andamento e a eficiência das ações implementadas.

2. Entenda como os colaboradores enxergam a empresa

Antes de definir as estratégias, é importante analisar o quadro atual da organização. Para isso, nada melhor do que ouvir os funcionários.

Abra um espaço que os permita se expressar sobre o ambiente de trabalho, o que eles consideram importante para permanecer na empresa e o que os levariam a considerar trabalhar para a concorrência.

Leve em consideração a remuneração, os benefícios oferecidos, o estilo de liderança, a possibilidade de desenvolvimento de carreira, a aprendizagem, a transparência, entre outros.

A partir da percepção dos colaboradores, é possível entender quais atitudes serão tomadas para tornar o seu negócio uma boa referência de trabalho.

3. Invista na boa comunicação

Assim como dito anteriormente, qualquer planejamento precisa ser acompanhado de uma comunicação clara. 

Para aperfeiçoar essa parte, aposte em alternativas como materiais relevantes sobre a empresa e a cultura organizacional e trabalhe as boas práticas da organização.

Uma mensagem transmitida com eficiência colabora para o engajamento e permite o diálogo livre e constante com os profissionais, visando implementar as melhorias necessárias.

4. Estabeleça atrativos para atingir o seu público-alvo

A partir das necessidades da empresa, defina qual é o perfil desejado para ocupar os cargos que surgirem e ofereça o que eles desejam quando procuram uma colocação no mercado.

Para saber quais são esses atrativos, use como ponto de partida a pesquisa realizada com os atuais colaboradores ao definir as estratégias iniciais.

Considere os seguintes questionamentos:

  • Como a sua empresa pode atender as necessidades desse público?
  • Como agregar valor à eles?
  • O que meu público-alvo considera ao disputar uma vaga?

5. Faça bom uso do Marketing Digital

O marketing digital pode ser um ótimo aliado para fortalecer a imagem da sua empresa, manter os colaboradores engajados e atrair novos interessados.

Utilize as redes sociais para divulgar depoimentos dos funcionários, compartilhar a cultura organizacional e mostrar o dia a dia da empresa.

6. Implemente uma cultura forte na organização

Trabalhar a cultura organizacional é uma etapa muito importante na implementação do employer branding. Através da cultura, é possível entender como a imagem da empresa será utilizada para atrair mais talentos.

Além disso, apresentá-lo durante o processo seletivo para um cargo também é uma ótima alternativa para aumentar a retenção de candidatos que possuam valores semelhantes aos da empresa.

7. Invista em um ambiente de trabalho acolhedor

O ambiente em que o profissional se encontra faz toda a diferença no bem-estar do mesmo e na produtividade de suas demandas.

Para além de um local bem cuidado, forneça momentos de descontração que permitam os colaboradores se conhecerem melhor. Isso os ajudará a se sentir mais satisfeitos e motivados.

8. Reconheça os bons resultados

É fato que os resultados entregues pelos profissionais fazem toda a diferença no andamento da empresa.

Por isso, não se esqueça de elogiar os trabalhos feitos com excelência. Essa atitude demonstrará que eles possuem valor para a organização e os tornarão mais determinados a trabalhar melhor e crescer junto com a empresa.

9. Defina a Employment Value Proposition

Traduzido como “proposta de valor do funcionário”, a EVP deixa claro quais são seus diferenciais com a valorização dos colaboradores e a evolução na carreira em comparação às outras empresas.

Esse reconhecimento se traduz em recompensas ofertadas de acordo com o desempenho. É importante que ela seja cumprida, caso contrário afetará a credibilidade do seu negócio.

Para saber mais sobre esse assunto, confira o episódio do programa Gestão de Pessoas, onde a Head de Recursos Humanos da Pernod Ricard, Cecília Saleme, abordou sobre como implantar o Employment Value Proposition com sucesso.

Conclusão

Atrair e reter talentos para o seu negócio não é uma tarefa fácil. Por isso, o Employer Branding é um ótimo aliado para fortalecer não somente a visão que os atuais colaboradores possuem da sua empresa, mas também a forma como os demais profissionais do mercado a enxergam.

Adotar essa prática envolve modificar o ambiente de trabalho, revisar alguns comportamentos e investir tempo em estratégias que auxiliarão e muito no crescimento da organização a longo prazo.

Assim, por mais complicado que pareça desenvolvê-lo, ele também pode ser transformador.

O programa Gestão de Pessoas desenvolveu um episódio sobre este tema, onde o Diretor de Recursos Humanos da L’Oréal falou sobre o valor de uma boa marca empregadora. 

Clique aqui para aprofundar os seus conhecimentos em Employer Branding e saber mais sobre como utilizá-lo no seu negócio.

Compartilhe esse artigo:
Posts relacionados